Existe par perfeito?

Essa é sem dúvida, uma das perguntas que eu mais ouço: existe par perfeito? Felizmente para todos os que buscam relacionamentos saudáveis e bem sucedidos, não existe. E por questões óbvias – um par perfeito necessitaria ser formado a partir de pessoas perfeitas, e essas também não existem.

Essa noção irreal de relacionamento se apoia numa outra ideia falsa a respeito do amor, a da alma gêmea. Que bom que é falsa, porque é bastante cruel, rsrsrs. Segundo ela, cada pessoa só tem uma única chance de encontrar o amor (é ruim, hein?!). Imagine você aí, que sua alma gêmea nasceu e vive no Quicrenoquistão que é um país que você não deseja visitar… pois é, ferrou! Nesse caso, além da alma gêmea, você também precisa de um milagre, né? Bom, você entendeu. Mas, há as “almas gêmeas” próximas, que moram no mesmo país, mesma região, mesma cidade e se encontram bem mais facilmente. Entretanto, mesmo com tuuudoo igual – lembra? Até a alma é igual!! – não funciona. Lembra quando você era criança e montava quebra-cabeça? As peças que se encaixavam não eram as de mesmo formato. Elas precisavam ter formatos opostos, mas ao mesmo tempo complementares, ter os mesmos padrões de cor e conter estampas alinhadas, pois assim criavam algo novo e bacana, com sucesso. Pois é, as peças-alma-gêmea não criam nada juntas…

É que o X da questão está em que precisamos ser diferentes nalguns pontos (fique em paz com isso!), precisamos ser compatíveis e estar alinhadíssimos noutros pontos, e complementares noutros, ainda. Pra melhor ilustrar isto, na Fórmula do Amor, trabalhamos com o conceito de opostos-compatíveis, e para isso, a melhor definição é a imagem da tampa da panela. Pense: panelas e tampas não são iguais. Maaass… mesmo tendo formato diferente, são compatíveis, encaixam-se e criam com sucesso, coisas maravilhosas juntas. Pegou a idéia? E olha só que notícia maravilhosa e cheia de esperança: não existe uma tampa única (ou gêmea) pra cada panela, existem vááárias possibilidades de tampas que podem encaixar. Assim, não precisa entrar em pânico se, lá atrás, você encontrou tampas que não encaixaram muito bem, ou que encaixaram mas não combinaram com o “restante da decoração” (da sua vida), nem se o que vocês cozinharam não ficou tão bacana.

Largue o passado e foque no presente. Descubra onde estão as tampas que encaixam e divirta-se descobrindo qual a que mais combina com você e que queira cozinhar o mesmo que você. Então, voltando ao início da conversa, não há par perfeito, mas há parceiros ideais, siiimm! E o seu parceiro ideal – aí este sim – é perfeito pra você, porque o que precisa ser perfeito não são as pessoas, nem o par, mas sim o encaixe e o cozimento!

Comentários: